Games

Porque os games são a sensação de jovens e adultos a cada ano?

O jogo é fascinante por sua natureza divertida e interativa. Crianças, jovens e adultos são viciadas nessa realidade virtual. Portanto, quando uma pessoa está envolvida no jogo, ela enfrenta o desafio de fazer escolhas e resolver problemas. Ela sente que é o objeto de mudança, e por isso se sentem tão engajadas.

Os 7 games mais aguardados de 2020 — MicroPro Marília

Uma pesquisa recente do NPD Group confirma isso: a grande maioria dos jovens e adultos são consumidores de jogos, em várias formas. Uma pesquisa constatou que os jogos são uma das principais atividades dos adolescentes, jovens e adultos do país: 82% dos jovens de 13 a 59 anos do país jogam nas mais diversas plataformas, sejam PCs, consoles de videogame, dispositivos móveis ou equipamento de dispositivo portátil. Os brasileiros jogam em 2,6 dispositivos em média, e a maioria das pessoas ainda prefere consoles de desktop. Isso é seguido por computadores, smartphones, tablets e laptops (era de se esperar). Apesar disso, embora os brasileiros ainda prefiram jogar em aparelhos ligados a TVs, a realidade é um pouco diferente.

Às diferenças de preços e à conveniência de consumo introduzida pelo Steam, o mercado de jogos para PC ainda lidera, respondendo por 47%. Seguido pelo Android, respondendo por 38%. Mas, como exemplo acima, os jogadores brasileiros padrão geralmente têm mais de um tipo de equipamento dedicado a jogos. Em comparação com outros países, os brasileiros também passam muito tempo no jogo.

Porém, o mercado de mídia física não tem o que comemorar: 85% dos consumidores preferem como cópias digitais. Porém, independentemente do formato, a mentalidade do brasileiro está mudando, pois ele não se sente mais indisposto a gastar dinheiro com seus jogos. No entanto, é bom ressaltar aqui: embora 7 em cada 10 jogadores da pesquisa indiquem que compraram seus jogos no mercado oficial brasileiro, pessoas se recusam totalmente a comprar seus jogos de outras formas.

Você sabia que os games ajudam no desenvolvimento dos seus filhos?

Os jogos cultivam uma curiosidade, uma iniciativa e a autoconfiança, fornece o desenvolvimento da linguagem, pensamento e atenção. Eles podem ajudar as crianças a melhorar suas habilidades sociais, tais como: respeito, solidariedade, cooperação, obediência, responsabilidade e iniciativa.

Como o mundo é governado por leis que precisam ser determinadas, o jogo tem Treine o jogador para que ele possa viver socialmente neste mundo, situação semelhante que vivenciou e até inferir as situações específicas. Um único jogo pode envolver o desenvolvimento de múltiplas habilidades, conceitos e conhecimentos que ajudam a desenvolver diferentes campos.

Os jogos digitais se destacam como ferramentas comerciais. Esses jogos permitem que os alunos usem habilidades lógicas, de raciocínio e de organização para resolver problemas de maneiras divertidas e emocionantes. É importante ressaltar que os videogames estão sendo usados ​​para tratar pacientes com fobias, e muitas pessoas acreditam que este é um tratamento eficaz.

Esse tratamento é feito expondo os pacientes à raiz de seus medos em um ambiente criado por equipamentos especiais de realidade virtual e ajustando-os de acordo com os medos de todos. Pessoas, como aracnofobia (aracnofobia) e pacientes que têm medo de altura ou espaços fechados. Este tratamento de realidade virtual é muito mais barato do que os tratamentos tradicionais.

O jogo era considerado um passatempo na antiga era greco-romana, Como relatamos nos escritos de Tomás de Aquino, Sócrates e outros, ele só é visto como relaxamento necessário para atividades que treinamento físico, intelectual e acadêmico. Por muito tempo, as brincadeiras infantis foram considerados apenas passatempos e passatempos. Na Idade Média, o jogo era associado à “desgraça” e era considerado uma atividade “não séria”.

15 Completely Different Board Games to Play with the Family

A ideia foi divulgada na época. Com o advento do Renascimento, o jogo adquiriu uma nova característica e passou a ser usado para difundir os princípios da moralidade, da ética, da história e da geografia. Os jogos são tão importantes para a aprendizagem humana quanto para os jogos. Sua contribuição para o desenvolvimento, autonomia, criatividade e o convívio social.

Mas, vale salientar que “tudo demais é veneno”. O uso de jogos pode causar problemas de saúde, tanto físicos quanto emocionais. Podendo-se configurar como um vício como outro qualquer.

Jogar é uma atividade natural da humanidade desde os tempos antigos Eles consideram a competição e o desafio do jogo uma atividade interessante. Composição do jogo conexão entre esportes, cognição, emoção e aspectos sociais.

O que é interessante é que os videogames estão tornando cada vez mais comum e as pessoas jogando cada vez mais, independentemente da idade.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top